Princípios da Escola da Ponte

Comecei a ler sobre a Escola da Ponte por volta de 2004, através do livro "A escola com que sempre sonhei sem imaginar que pudesse existir", de Rubem Alves.

Me chamou muito a atenção a citação de Rubem quando comenta que "na Escola da Ponte não há aulas, não há classes, não há turmas, alunos de diferentes idades participam dos mesmos grupos, não há currículo (o currículo não é o professor, mas o aluno, o verdadeiro sujeito do currículo) (...) os alunos decidem democraticamente as regras e mostram a escola para os visitantes".

Pesquisando no site da escola encontrei seu Projeto Educativo, em sua leitura pude refletir muito a respeito da prática educativa e me chamou muito atenção os princípios de funcionamento da escola, abaixo compartilho alguns pontos que acredito ser importantes para reflexão:

  • A intencionalidade educativa que serve de referencial ao projeto Fazer a Ponte orienta-se no sentido da formação de pessoas e cidadãos cada vez mais cultos, autônomos, responsáveis e solidários e democraticamente comprometidos na construção de um destino colectivo e de um projeto de sociedade;
  • Cada ser humano é único e irrepetível, a experiência de escolarização e o trajeto de desenvolvimento de cada aluno são também únicos e irrepetíveis; as necessidades individuais e específicas de cada educando deverão ser atendidas singularmente, já que as características singulares de cada aluno implicam formas próprias de apreensão da realidade;
  • Prestar atenção ao aluno tal qual ele é; reconhecê-lo no que o torna único e irrepetível, recebendo-o na sua complexidade; tentar descobrir e valorizar a cultura de que é portador; ajudá-lo a descobrir-se e a ser ele próprio em  equilibrada interação com os outros, valorizando a construção da identidade pessoal, nos valores de iniciativa, criatividade e responsabilidade;
  • Considera-se como currículo o conjunto de atitudes e competências que, ao longo do seu percurso escolar, e de acordo com as suas potencialidades, os alunos deverão adquirir e desenvolver; o currículo objectivo organiza-se e é articulado em cinco dimensões fundamentais: linguística, lógico-matemática, naturalista, identitária e artística;
  • Todo o conhecimento verdadeiramente significativo é autoconhecimento, que seja construído pela própria pessoa a partir da experiência. A aprendizagem é um processo social em que os alunos, heuristicamente, constroem significados a partir da experiência;
  • Valorizar-se-ão as aprendizagens significativas numa perspectiva interdisciplinar e holística do conhecimento, estimulando-se permanentemente a percepção, a caracterização e a solução de problemas, de modo a que o aluno trabalhe conceitos de uma forma consistente e continuada, reelaborando-os em estruturas cognitivas cada vez mais complexas;
  • É indispensável a concretização de um ensino individualizado e diferenciado,  referido a uma mesma plataforma curricular para todos os alunos, mas desenvolvida de modo diferente por cada um, pois todos os alunos são diferentes. Os conteúdos a apreender deverão estar muito próximos da estrutura cognitiva dos alunos, bem assim como dos seus interesses e expectativas de conhecimento;
  • Acompanhar o percurso do aluno na construção do seu projeto de vida, tendo consciência da singularidade que lhe é inerente, impõe uma gestão individualizada do seu percurso de aprendizagem.

0 comentarios:

Postar um comentário

Sobre as citações

As citações expostas nesta página têm por único objetivo promover e difundir valores culturais e conhecimento, muitas pessoas não teriam acesso de outra maneira a este tesouro cultural pertencente a toda humanidade. De nenhuma maneira se pretende obter algum benefício financeiros por meio disto, e se algum autor ou compositor, representante legal ou contenedor de direitos considera que a exposição de algum material em particular afeta seus direitos de autor, peço que comunique a fim de proceder a remover qualquer link, obrigado.

Facebook